Além do bem e do mal

Esse título da obra de Friedrich Nietzsche, sempre atraiu-me a “tentar” entender a complexidade que existe dessas duas nuances o “Bem” e o “Mal”.

A polêmica obra do também polêmico e provocador filósofo, nos leva a repensar o que seja o bem e mal.  A filosofia deveria meditar e se posicionar custasse o que custasse para além do bem e do mal. Mas o que seria o Bem? E o Mal? A religião criou valores no qual impedem o ser humano de evoluir?

A filosofia é atraente, justamente pelas perguntas que ela provoca, não sou uma doutora em Nietzsche não tenho essa pretensão, entretanto como cristã para entender Nietzsche, demonizá-lo não ajuda a compreender suas obras.

Ele foi à frente do seu tempo, e o que mais me fascina é que de muitas convicções que ele defendia às razões para que o entendamos como um filósofo altamente perspicaz da essência humana faz com que abrimos a mente para questionarmos ou não essas particularidades.

Tento compreendê-lo como um ser humano que tentava de alguma maneira buscar o equilíbrio das suas convicções, não afirmando sê-las certas e verdadeiras, mais sim trazendo uma reflexão de observarmos o mundo sem aclarar as causas, entes, como boas ou más e sim como elas se revelam para nós.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s