O Sálon du Livre em Paris e algumas escritoras brasileiras foram notícia na Revista Caras

untitledA autora de Coração sem Fim, juntamente com outras escritoras brasileiras que estavam no Sálon du Livre foram notícia na Revista Caras, edição 1120 de 24/04/2014.

Anúncios

Agradecer sempre…. e não para de chegar encomendas do livro Coração sem Fim.

Estamos com muitas encomendas do livro Coração sem Fim para serem despachados pelo correio. E é com muito carinho e satisfação que nossa equipe trabalha para enviá-los e chegarem até vocês. Caso ainda não tenham  o seu encomende pelo email : larissalucarvalho@gmail.com   o livro segue com uma mensagem pessoal da autora para o requerente.

ou pelo site da Chiado :https://www.chiadoeditora.com/livraria/coracao-sem-fim

Valor pelo email R$ 40,00 já com o preço do correio.

Não percam essa oportunidade de adquirir Coração sem Fim.

Jornal Sem Fronteiras comemora Aniversário em Veneza

Foto 1 ??????????????????????????????? ??????????????????????????????? ??????????????????????????????? Foto 5 Foto 6 Foto 7
O Jornal Sem Fronteiras comemorou seu aniversário de 2 anos em Veneza, na Itália, com a presença de vários Colunistas, Representantes Internacionais, Parceiros e Apoiadores. O evento fez parte da programação cultural da A.C.I.MA. – Associação Cultural Internacional Mandala, que lançou na ocasião, na importante Biblioteca Marciana, a “Antologia Navegantes”
A ACIMA, na pessoa de Sonia Miquelin (que além de ser Vice-presidente da entidade, é também Representante Internacional do Jornal Sem Fronteiras na Itália), foi a anfitriã da publicação na ocasião. 
Além da participação em diversos encontros culturais e sociais, o jornal realizou uma cerimônia de premiação, seguida de jantar de gala com o tema: Baile de Máscaras, no badalado Hotel Danieli, o mais famoso de Veneza. Durante a cerimônia de Premiação, foram entregues homenagens, entre placas e troféus, aos Colunistas da publicação, Representantes Internacionais, Parceiros e Apoiadores. Na oportunidade foram entregues também os quatros exclusivos troféus “Magnífico Sem Fronteiras” do ano.
A A.C.I.MA. encerrou a intensa programação cultural com um jantar de gala no castelo medieval CastelBrando, onde convidados do jornal e da associação celebraram o momento.
Veja mais em:
 
 
 
Legenda das Fotos:
 

Foto 1 –  Parte dos convidados durante o Aniversário de 2 Anos do Jornal Sem Fronteiras, que teve o tema: Banquete de Máscaras.

 
Foto 2 – Fábio e Dyandreia Portugal, Editor Adjunto e Editora geral respectivamente, do Jornal Sem Fronteiras.
Foto 3 – Colunistas Sem Fronteiras homenageados (a partir da esquerda): Fábio Portugal, Lucinha Lima, Maria Araújo, Jô Mendonça, Arlete Trentini, JC Bridon e José Gonzaga.
Foto 4 – Fábio e Dyandreia Portugal ladeiam os homenageados com o exclusivo “Troféu Magnífico – Sem Fronteiras”: Dulce Auriemo (Categoria Artes), Lucinha Lima (Categoria Colunista do Ano), Lucia Amélia (Categoria Empreendedor Cultural), e o Casal Arlete Trentini e JC Bridon (Categoria Literatura).
 
Foto 5 – A.C.I.MA. e Jornal Sem Fronteiras celebram a parceria em Veneza, durante passeio de gôndola.
Foto 6 – Sonia Miquelin, Vice-presidente da A.C.I.MA. e anfitriã do Jornal Sem Fronteiras em Veneza, entrega um exemplar da Antologia Navegantes ao Diretor da Biblioteca Marciana, Maurizio Messina, durante o lançamento da publicação.
 
Foto 7 – Parte dos convidados da A.C.I.MA. e do Jornal Sem Fronteiras durante o jantar de Gala da A.C.I.MA. no CastelBrando, evento de encerramento da programação. 
 
 
 

A mídia mineira convida para o lançamento do livro Coração sem Fim na Biblioteca Pública

Os Jornais Hoje em Dia e MG Turismo incentivam a leitura e a proteção animal, divulgando o lançamento do Livro Coração sem Fim.

http://www.hojeemdia.com.br/almanaque/exposic-o-lancamento-de-livro-bazar-e-loja-de-rua-1.310366

http://mgturismo.com.br/larissa-carvalho-autora-mineira-lancara-livro-coracao-sem-fim-em-belo-horizonte/

A elétrica personagem Natália do livro Coração sem Fim foi inspirada na filha mais nova da autora.

Natália a menina de 11 anos que contagia o romance com sua alegria, sensibilidade  e carisma na verdade seu nome verdadeiro é Alícia, a filha mais nova da autora.

Natália é a única personagem que de fato é como na vida real, tudo que aconteceu na trama com ela foi verdade. E ela deu a volta por cima, quem a conhece sabe como ela é, linda… linda… e o mais importante, excelente aluna comprometida com a escola e suas responsabilidades com o dia a dia.

Quem a conhece mais intimamente sabe da inteligência acima do normal que ela possui, sobressaindo com sua imaginação fértil em áreas da matemática e artes. Aprendeu desde muito cedo a respeitar a natureza e luta encantadoramente a favor dos animais está no sangue da linda morena de olhos cor de mel.

O livro Coração sem Fim está sendo citado por várias mídias jornalísticas do Brasil.

Com muita alegria que o Blog Coração sem Fim vem agradecer ao leitores, pois através de vocês que o livro está sendo tão comentando nas mídias jornalísticas. O romance aborda temas atuais e a preservação do meio ambiente como um todo. Baseado no lindo trabalho do Projeto Tamar a autora conta uma linda história de amor a natureza e a seu próximo. A foto é do site.

tartarugasmarinhas.pt

As tartarugas levam em sua essência uma grande mansidão, principalmente na convivência com outros seres. Podíamos tanto aprender com elas. Não é mesmo?

Segue abaixo os links em que o livro Coração sem Fim foi mencionado.

http://www.sucessolondrina.com.br/em-pauta/coracao-sem-fim-representaou-literatura-brasileira-na-italia

http://www.investimentosenoticias.com.br/estilo/cultura/larissa-carvalho-autora-de-coracao-sem-fim-representa-literatura-brasileira-na-italia

A vida de uma protetora de animais. Depoimento de Tecka Dias.


Terminando a semana, com uma história onde solidariedade, paciência e compaixão alcança níveis estrondosos de amor aos seres sencientes. O Blog Coração sem Fim irá contar a história de Tecka Dias, uma protetora que luta incessantemente para que os animais não tenham o sofrimento ou a morte prematura como geralmente é o que acontecesse em sua grande maioria.

    Muitos dizem que é uma luta inglória. É muito dura de fato e sei que não posso vencê-la sozinha, mas não me vejo fora dela. Talvez,, seja pelo fato de já ter nascido dentro dessa peleja que, apesar de tudo, ela continua sendo minha vida. Sou o que chamam de “protetora de animais”. Minha mãe já resgatava cães e gatos quando nasci. Hoje ela abriga 15 animais meus eu 16, além desses tem os que cuido na rua por falta de espaço. Alimento, vacino, castro e levo afeto, que é algo de que eles necessitam tanto quanto do resto. Defender uma causa implica sempre em lutar, envolver-se e pagar um preço. Tenho feito isso. Hoje em dia, a causa tomou outras dimensões, mas a base, a essência continua a mesma. Somos chamados “protetores”, “cachorreiros”, “gateiros” e outros neologismos, todavia temos um mesmo motivador, algo pelo qual uma vez tocados, não há como mudar.
    Quando você se importa com o sofrimento de um cão ou gato magrelinho, remelento e faminto, não haverá outro em condições semelhantes que não vá quebrar seu coração. É que descobre-se que eles, ao contrário do que a maioria das pessoas pensa, sofrem os efeitos dos danos causados pelo abandono “por fora e por dentro”. Os cães e gatos sabem que foram abandonados e da mesma forma compreendem quando estão sendo salvos. Assim como posso ver suas feridas causadas por sarna, leishmaniose e outras doenças e lesões, consequências de violências diversas cometidas pelas pessoas, por conhecê-los há tanto tempo, percebo claramente que vagavam pelas ruas angustiados, tristes e tentando vencer o medo.
     Muitos resgatados são deprimidos ou arredios e perdem a confiança nas pessoas. A estratégia que uso para restituir essa confiança é meu respeito e afeto. Não tem sido fácil trabalhar a favor dessa causa e o maior desafio é que o número de animais que sofre pelas ruas é muito grande em contraposição a uma quantidade pequena de pessoas que se dispõem a doar um pouco do seu tempo, do seu dinheiro, do seu afeto.
    São eles seres desprotegidos que vivem conosco nesse planeta, no entanto, são vistos como se fossem intrusos. Eles já me apareceram de várias formas, mas sempre comprovando a mentalidade da sociedade que os utiliza como enfeites, reprodutores que geram lucros, vigias, bobos da corte e não os respeita enquanto vidas valorosas que têm seus direitos.        
   Conviver com a injustiça e com a crueldade contra animais tem sido minha vida. Não tenho férias, não posso me dar a diversos luxos e ajudas são raras. Ainda assim, vale a pena viver por eles. Como se não bastassem aqueles que desprezam, há os que maltratam, cometem violências inumeráveis e horríveis contra animais domésticos, frágeis e inofensivos. Enquanto isso, nós que os amamos dedicamos tudo que é possível a eles. É uma guerra do amor contra a indiferença. Não me custa gastar a maior parte da minha renda com os “focinhos”, mas assim como eu, somos poucos. Os anjos que só têm amor, lealdade e alegria para nos oferecer não são vistos como merecedores de um pedaço de pão ou um pouco de água.
   O problema é muito mais profundo que parece. Há que se ter uma mudança começando pelas escolas que precisam ensinar as crianças e jovens a cuidarem dos animais. Nunca medi esforços para ajudar um “peludo”, nem transferi minha responsabilidade para ninguém. Cada “protetor” que estende a mão tem suas convicções, suas crenças, suas esperanças. Da minha parte, tenho um amor incondicional e inesgotável. Mesmo consciente de que não são eles os únicos carentes de ajuda no mundo, é por eles que escolhi lutar.
   Acredito piamente que se cada um fizesse o que lhe cabe não teríamos essa quantidade alarmante de animais abandonados pelo mundo, propagando doenças e estampando a maldade humana por todos os cantos do planeta. Apesar de não ter certeza da vitória (o fim do abandono e maus tratos contra os animais), não pretendo deixar de defendê-los e de cuidar deles o melhor que puder sempre.
Quem quiser ajudar a causa animal é só contatar a Tecka Dias pelo facebook